Comércio: pode a arquitetura torná-lo mais seguro ante a prática do crime?

Diversas são as formas de aplicação dos princípios da Arquitetura na Prevenção do Delito (APD – para mais, acesse aqui) na melhoria da qualidade de vida do usuário, no contexto da segurança física e patrimonial. Das diversas estratégias possíveis, considere: Controlar o acesso: garantir barreiras que impeçam o acesso de pessoas desautorizadas a todos os pavimentos ou ambientes da edificação, […]

Continue lendo

Interatividade social melhorada – como a tecnologia pode contribuir.

Do[1] colaborador de todas as horas, Calos Alberto Orvate é Militar da Reserva, tecnólogo, docente e consultor em gestão de segurança pública. Acesse o texto, em extensão .pdf, aqui. [1] As idéias e opiniões expostas nos artigos, textos e comentários são de responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião ou posição do criador e mantenedor deste site.

Continue lendo

“Ilíada”, de Homero, pode ou deve ser lida pelo fragmentado homem contemporâneo?

Considerado o desenvolvimento histórico, diversos foram os saltos do conhecimento humano que o fizeram cada vez mais atomizado, dividido: na erupção do homo faber; na dicotomia do universalismo da sabedoria ocidental grega em jônica e eleática; na divisão das ciências durante a renascença; na necessidade de maior especialização durante a revolução industrial. É, pois, o conhecimento compartimentado pela sociologia, economia, […]

Continue lendo

Cidade inteligente – proposta estratégica de segurança pública

Do[1] colaborador de todas as horas, Calos Alberto Orvate é Militar da Reserva, tecnólogo, docente e consultor em gestão de segurança pública. Acesse o texto, em extensão .pdf, aqui.   [1] As idéias e opiniões expostas nos artigos, textos e comentários são de responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião ou posição do criador e mantenedor deste site.

Continue lendo

O arquiteto e urbanista e o crime – é possível inibir o infrator da lei?

Todo profissional possui, no mínimo, matéria-prima sobre a qual se debruça para moldar sua obra de arte. Afora questões filosóficas, a do arquiteto é o espaço que, sob as diversas interferências, apresenta-se como ambiente acabado, seja ele fechado, interno, ou não. Tais interferências, neste sentido e de forma deliberada, influenciam comportamentos. Isto é historicamente sabido pelos mestres da arquitetura: da […]

Continue lendo