Malaguenha graciosa

Ah… como queria seus lábios beijar, graciosa… linda… feiticeira; “que bonitos olhos tem / Debaixo destas sobrancelhas”… Sou pobre, nascida em Málaga: não lhe ofereço riquezas, mas somente meu coração em troca de toda minha pobreza; – ah, malaguenha graciosa, de inocência de uma rosa. Com este poema mexicano, fez-se som primeiramente com Miguel Aceves Mejía, Mariachi Vargas, Trini Lopez, Trio […]

Continue lendo

Comércio: pode a arquitetura torná-lo mais seguro ante a prática do crime?

Diversas são as formas de aplicação dos princípios da Arquitetura na Prevenção do Delito (APD – para mais, acesse aqui) na melhoria da qualidade de vida do usuário, no contexto da segurança física e patrimonial. Das diversas estratégias possíveis, considere: Controlar o acesso: garantir barreiras que impeçam o acesso de pessoas desautorizadas a todos os pavimentos ou ambientes da edificação, […]

Continue lendo

Interatividade social melhorada – como a tecnologia pode contribuir.

Do[1] colaborador de todas as horas, Calos Alberto Orvate é Militar da Reserva, tecnólogo, docente e consultor em gestão de segurança pública. Acesse o texto, em extensão .pdf, aqui. [1] As idéias e opiniões expostas nos artigos, textos e comentários são de responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião ou posição do criador e mantenedor deste site.

Continue lendo

Cidade inteligente – proposta estratégica de segurança pública

Do[1] colaborador de todas as horas, Calos Alberto Orvate é Militar da Reserva, tecnólogo, docente e consultor em gestão de segurança pública. Acesse o texto, em extensão .pdf, aqui.   [1] As idéias e opiniões expostas nos artigos, textos e comentários são de responsabilidade dos autores, não refletindo, necessariamente, a opinião ou posição do criador e mantenedor deste site.

Continue lendo

O arquiteto e urbanista e o crime – é possível inibir o infrator da lei?

Todo profissional possui, no mínimo, matéria-prima sobre a qual se debruça para moldar sua obra de arte. Afora questões filosóficas, a do arquiteto é o espaço que, sob as diversas interferências, apresenta-se como ambiente acabado, seja ele fechado, interno, ou não. Tais interferências, neste sentido e de forma deliberada, influenciam comportamentos. Isto é historicamente sabido pelos mestres da arquitetura: da […]

Continue lendo

Pérola da arquitetura modernista no velho oeste do estado de São Paulo

Dos principais introdutores do modernismo em solo brasileiro – graças a suas obras e, sobretudo, aos seus textos publicados pela imprensa -, Gregori Ilych Warchavchik, arquiteto ucraniano radicado brasileiro, influente pensador e criador do primeiro manifesto da arquitetura modernista no Brasil, autor, dentre outras, de residência para si e família (a rua Santa Cruz, na Vila Mariana, capital paulista) que se tornou ícone preservado pelo governo do Estado, tombada […]

Continue lendo

Estudo de caso: LOJA DE ROUPAS – parte 1

Abaixo, seguem informações constantes nos autos apresentados junto ao Boletim de Ocorrência: “Natureza: Roubo à Estabelecimento Comercial; Data/Hora: 04/09/12, 14h15min; Estabelecimento: Loja de Roupas.. Histórico: “Vitimas são proprietários do estabelecimento comercial citado e relataram que foram surpreendidos por dois indivíduos desconhecidos e armados de revolveres, os quais mediante ameaça anunciaram o roubo subtraindo do local, vários relógios de pulso, dois […]

Continue lendo

Segurança Patrimonial: projetar prevenindo o medo

Zygmunt Bauman, o sociólogo que liquefez nossa contemporaneidade, apregoa que, graças ao “medo derivado” (conceito no qual sustenta que interiorizamos temores, inseguranças e vulnerabilidades que, muitas vezes, não são reais, por força  da nossa sociedade; o medo que estaria à espreita aguardando o momento de nos atacar, obrigando-nos a um estado permanente de vigilância e, no limite, fonte da depressão […]

Continue lendo

Arquitetura e Urbanismo na Prevenção do Delito (AUPD)

CPTED é um “conjunto de ações e medidas com o objetivo de diminuir a probabilidade de ocorrência de delitos e aumentar a sensação de segurança, através de intervenções no desenho urbano”. Justamente nessa perspectiva é que o crime passa a ser considerado como fruto da relação com as diversas e múltiplas atividades nas ruas e no bairro, sendo seu foco, […]

Continue lendo
1 2